Berçário Interpares: Uma jornada pela inovação

2018 é um ano que marca a história da Interpares. Além de completarmos 20 anos, estamos avançando em projetos muito importantes. Um deles é a inovação do nosso berçário. Esse ano temos o objetivo de integrar os bebês à rotina da escola como um todo.

O foco dessa mudança é criar oportunidades para que eles interajam cada vez mais com o ambiente, a equipe e os outros alunos. Isso é fundamental tanto para o desenvolvimento quanto para a saúde dos bebês, já que doenças como a síndrome mão-pé-boca e outras se espalham em ritmo bem menor em espaços bem arejados.

Na Interpares, os menores participam da Roda de Conversa, das atividades no gramado e de projetos como o Reciclando. Tudo isso colabora, também, para a adaptação da criança e da família quando estiverem prontos para ingressar no Maternal. Afinal, um bebê que não fica restrito apenas a uma sala terá bem menos dificuldades para circular e se organizar nos outros ambientes assim que aprender a andar. Lembrando que a ideia não é que as crianças sejam “retiradas” da sala do berçário (a base dessa turminha continua sendo lá) mas que sejam cada vez mais “incluídas” na metodologia escola.

Outro passo importante para o desenvolvimento e conquista da autonomia é o uso do método Baby-Led Weaning (BLW) na alimentação dos bebês. A técnica permite que eles se sentem à mesa e participem das refeições assim que iniciada a introdução alimentar. Trata-se da alimentação considerada responsiva, quando a criança é parte ativa e protagonista do processo. Está associada com melhores hábitos alimentares e melhor auto-regulação de ingestão energética. Estudos indicam que as crianças que tiveram essa experiência alimentar hoje aproveitam mais as refeições e têm menos dificuldades para comer.

Tudo isso já está em prática e com poucas semanas nessa nova rotina já observamos resultados bem expressivos. Percebemos os bebês mais motivados para aprender e repetir movimentos das crianças maiores. Além disso, podemos dizer que preparamos todas as crianças para serem mais responsáveis com a inclusão – o que é algo que a nossa sociedade almeja mas pouco faz, concordam?

Por fim, estamos certos de que as inovações implantadas no berçário promovem um impacto positivo em toda a escola, pois beneficiam os bebês, as crianças maiores, as famílias envolvidas e, ainda, a formação de professores mais completos. Vamos todos juntos nessa nova jornada?

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *