Proposta Pedagógica

Somos uma escola sócio-interacionista, fortemente ancorada em pensadores como Jean Piaget (teoria do construtivismo), Lev Vygotsky (interacionismo) e Maria Montessori (autonomia). Promovemos a aprendizagem por meio de brincadeiras fora da tradicional sala de aula, o que significa que não temos turmas organizadas por idade, nem “sala da turma” e nem “professora da turma”.

Somos fruto de uma reflexão iniciada após a Segunda Guerra Mundial, quando pensadores de todo o mundo passaram a questionar os modelos criados pela Revolução Industrial (mais focados no papel econômico da escola do que no ensino em si). Já a teoria sócio-interacionista considera a criança parte ativa no processo de aquisição de conhecimentos e estimula trocas afetivas e cognitivas com a comunidade ao seu redor.

Ou seja: aqui consideramos a criança parte ativa do aprendizado, assim como as relações que ela estabelece com tudo e todos. Não restringimos isso a uma única turma, uma única professora, uma única sala ou uma única “hora marcada” para brincar (o tradicional recreio, que aqui não existe).

Porém, ao mesmo tempo, somos capazes de promover a aprendizagem em linguagem oral e escrita, matemática, natureza e sociedade, artes, além de aulas especiais de musicalização, teatro, capoeira, circo, psicomotricidade relacional e inglês.

A parte nutricional também tem nossa atenção especial, com aulas de culinária e o cuidado para que, mesmo com a autonomia na hora de comer, as crianças tenham refeições saudáveis e equilibradas.