Conheça o projeto Colo Solidário, que ajuda na adaptação de novos alunos

Home / Destaque  / Conheça o projeto Colo Solidário, que ajuda na adaptação de novos alunos

Conheça o projeto Colo Solidário, que ajuda na adaptação de novos alunos

Para muitas crianças o início do ano pode ser um período de estresse. O motivo? A primeira vez ou o recomeço em uma escola, especialmente na educação infantil, que recebe crianças de zero a cinco anos. Para colaborar nesse período, a Interpares Educação Infantil criou o Colo Solidário, uma campanha interna para tornar a fase de adaptação mais amorosa e tranquilo para pais e filhos. Afinal, os benefícios do colo e do abraço são cientificamente reconhecido para a garantia do bem-estar e da sensação de segurança entre as crianças.

“Uma das premissas da nossa escola é permitir que pais e mães entrem a qualquer horário, não apenas nos horários típicos de chegada e saída. Isso significa que, além dos colos das professoras, temos sempre um colinho extra passando por aqui”, explica a diretora Dayse Campos.

A campanha é simples: pais, mães e responsáveis que frequentam a escola, em qualquer momento, são estimulados a oferecerem um colo ou abraço às crianças que estiverem chorando, mesmo que não seja seu filho. Se a criança recusar o abraço, uma palavra amiga também é bem-vinda, tudo para deixar o ambiente escolar repleto de amor e confiança.

Para Flávia Alves, mãe de duas alunas em fase de adaptação, o Colo Solidário estimula o afeto entre todos e é uma experiência positiva para as meninas. “Os primeiros dias foram até tranquilos, agora que elas estão notando que a escola nova é uma realidade e que a mudança chegou. O Colo Solidário funciona como uma extensão do que praticamos na vida familiar e estamos bem felizes com a campanha”, conta.

Em vigor desde o início das aulas, o Colo Solidário já colhe seus frutos e com o passar dos dias as crianças ficam cada vez mais adaptadas a escola. “O Colo Solidário foi um jeito que encontramos de tornar a socialização mais fácil e deixar os pais seguros que estão deixando seus filhos em um ambiente que preza pelo amor, pela confiança e que zela para que a primeira experiência fora de casa seja tranquila e prazerosa. E tem dado muito certo!”, frisa a diretora.